Quem sou eu – Grave ou Agudo?

Brincadeira Musical Quem sou eu – Grave ou Agudo

A Brincadeira Musical Quem sou eu – Grave ou Agudo é uma atividade de musicalização que reforça o conhecimento adquirido anteriormente sobre a altura do som.

Antes de mais nada, se você está chegando aqui pela 1a. vez, talvez não saiba do que estamos falando. Mas aqui na Caixinha Musical temos vários vídeos para você assistir e entender facilmente sobre o assunto. Portanto, é só acessar:

Quando pensei nesta atividade, parti do princípio que as crianças já sabiam perfeitamente o que era um som grave e um som agudo. Sendo assim, confeccionei o primeiro cartaz e colei vários círculos na parte de baixo.

Antes de mais nada comece testando com eles as palmas com as mãos fechadas em concha para que consigam produzir um som grave. 

Da mesma forma, depois teste com eles as palmas com as mãos abertas e os dedos espaçados para a produção de sons agudos.

Agora, certamente você poderá mostrar o primeiro cartaz. O que temos que reforçar com as crianças é que estes círculos que estão colocados na parte de baixo têm um som grave.

Depois vire o cartaz ao contrário e reforce os sons agudos com as palmas abertas feito estrela.

 

Entendendo a atividade

Provavelmente, você irá usar uma aula inteira somente com esta primeira parte da atividade.

Aproveite e peça para que eles descubram novos sons graves e agudos com objetos e superfícies da própria sala. Assim você poderá trazer instrumentos musicais que tenham essa diferença mais acentuada.

Convide cada criança a pegar um instrumento e verificar se o som é grave ou agudo. Depois, peça que se juntem em grupos separados pela altura. 

Dependendo da situação, provavelmente tenha até grupos mais graves e também os mais agudos.

Esse trabalho irá reforçar profundamente todo o conhecimento adquirido.

Brincadeira Musical Quem sou eu – Grave ou Agudo

A partir do momento que você já tem certeza de que as crianças entenderam perfeitamente o conceito, traga o segundo painel.

Você poderá confeccioná-lo da maneira que quiser!

Agora explique exatamente o caminho a ser percorrido e como terão que executar. Para facilitar neste primeiro momento, você poderá pedir a eles que toquem com palmas tudo o que for agudo e que batam os pés no chão toda vez que for grave.

Somente com esta forma, você irá perceber a dificuldade de sincronização. E não se assuste! Adultos também têm a maior dificuldade em fazer este exercício. Então, não se preocupe!

Vá regendo a sua partitura com calma! 

Em outra aula, use os instrumentos que eles classificaram como graves e agudos e peça que toquem.

Você terá uma partitura analógica sendo tocada por eles.

Bom divertimento!!!

 

Deixe um Comentário