Brincadeira Musical o Tambor do Gigante e do Anão

Brincadeira Musical o Tambor do Gigante e do Anão

A Brincadeira Musical O tambor do gigante e do anão traz a possibilidade de trabalhar  a Intensidade do Som com crianças a partir de 3 anos.

A intensidade também chamada de sonoridade é uma propriedade do som que não permite ao ouvinte distinguir se o som é fraco, de baixa intensidade, como também se é forte, ou seja, de alta intensidade.

A fim de explorar a intensidade do som propomos aqui algumas possibilidades de dramatizações em que as crianças poderão vivenciar.

  • O Joãozinho está lá longe. Vamos chamá-lo? Mais forte! Ele não está ouvindo!
  • O Pedrinho está quase dormindo. Vamos cantar bem fraquinho para que ele durma?
  • Fale com as crianças com voz sussurrada e peça para que elas respondam na mesma intensidade
  • Vamos bater a mão na mesa duas vezes forte e duas vezes fraco (forte…forte/fraco…fraco) – procure manter um ritmo preciso e constante.

Sugestões

Uma outra atividade que você poderá fazer com as crianças é utilizar a cantiga abaixo que fiz pensando nesta situação.

Para a criança pequena é mais fácil associar o tamanho do gigante com a força que irá empregar para tocar o tambor. Dessa maneira, ela poderá fazer o contrário e tocar com menos intensidade para representar o anão.

De acordo com essa “imagem”, ou seja, essa abstração fica mais fácil para elas compreenderem.

SOM FORTE = TAMBOR DO GIGANTE

SOM FRACO = TAMBOR DO ANÃO

Dessa maneira você poderá usar outras associações como o elefante e a formiga, o elefante e o ratinho, a baleia e o peixinho e tantas outras.

Brincadeira Musical o Tambor do Gigante e do Anão

O Tambor do Gigante e do Anão

Letra e Música: Celi Redondo

O gigante tocou o seu tambor
Que força ele fez para tocar
Quando o gigante tocou o seu tambor
Muita gente, muita gente se assustou!

O anão tocou o seu tambor
De leve ele tocou o seu tambor
O anão tocou o seu tambor
E ninguém e ninguém se assustou!

Brinque bastante com as crianças!

Baixe a canção aqui:

Deixe um Comentário